AH_January_Header

Agentes em Destaque: Janeiro de 2018

29/01/2018 12:00

Saudações, agentes

Bem… se pudéssemos resumir este primeiro mês do ano com uma única palavra, essa palavra seria "uau"! Cosplay, arte, música, filmes; já vimos de tudo. Janeiro de 2018 foi com certeza um dos melhores anos em termos de criações da comunidade que The Division teve até agora.

Não foi a primeira vez que recebemos tanto conteúdo fantástico a ponto de ser difícil de destacar a quantidade de agentes que costumamos nestes artigos. No entanto, desta vez, pensamos em expandir um pouco a lista!

Vamos celebrar esse mês excepcional com uma edição maior de Agentes em Destaque!

Vocês provavelmente já sabem como funciona: todos os agentes em destaque recebem 1.000 Créditos Fênix no jogo.

Então vamos dar uma olhada?

AH_cosplay_divider

Para começar, queremos mostrar alguns cosplayers para vocês.

Primeiro, temos este traje do Miguel Mando.

AH_1

"Me tornei um traidor ou estou apenas um pouco enfurecido?", ele pergunta. Se você não sabe, a gente também não, mas uma coisa é certa: algo definitivamente está fora do lugar. Miguel fez um bom trabalho de edição para demonstrar a perda de controle.

Fazer o quê? Explorar a Zona Cega é mesmo estressante.

As imagens a seguir usam o inverno de The Division como tema de várias formas legais. Afinal, é uma época natalina! Primeiro, temos a cosplayer veterana Agent Mab no Japão.

AH_2

Vocês devem se lembrar da Mab com o projeto #AgentActivated do ano passado. Ela também é uma das pessoas responsáveis pelo #MissingAgents (cujo teaser compartilhamos no artigo do mês passado). Ainda estamos muito curiosos para saber do que se trata. Enquanto isso, tente não pegar um resfriado por aí, Mab. E boa sorte com a mudança!

Na próxima foto, vamos para a Alemanha conferir a foto de Frostie e Hiji.

AH_3

Não temos neve à vista e ainda assim esta imagem parece bem fria e cruel. O céu acinzentado, as árvores, a pintura do rosto, as expressões, os trajes; todos em conjunto para formar uma atmosfera que pula na sua frente. Temos mais fotos do ensaio deles no Twitter, então não se esqueçam de conferir!

AH_fanart_divider

Temos dois desenhos em exibição aqui. Primeiro, temos "o agente inativo amigão da vizinhança" RetroHurricane.

AH_4

É escuro, sujo, mas também pouco ousado. Gostamos do seu estilo, Retro. Esses olhos verdes brilhantes definitivamente se destacam do resto da foto. Um belo detalhe.

A seguir, temos renderização 3D de @Il_Ghost_lI.

AH_5

O nível de detalhe desta foto é notável, desde a textura das armas ao reflexo e sombreamento de cada objeto. A superfície do metal que cobre toda a imagem já é impressionante por si só.

AH_fancreation_divider

Esta é realmente uma categoria diversa. Três trabalhos diferentes que merecem o mesmo tipo de atenção e apreciação de todos.

Começamos com uma fanfic de Matt Shields, extraordinário escritor de músicas da Situação do Jogo. Matt está escrevendo uma história de The Division que se passa após a epidemia de Nova York chamada "Sobrevivência". É muito fiel ao jogo, com poucos rostos familiares e locais, e parece que esse é só o começo para Shields. Estamos ansiosos para ver o resultado final.

Confiram a fanfic "Sobrevivência" aqui.

A seguir, temos algo que talvez seja inédito: um monólogo dramático de TheRealCrazyJo vindo da França: "Agent Stories – International School" (Histórias de Agentes – Escola Internacional).

O vídeo acompanha o agente Jo enquanto ele explora a Escola Internacional em Kips Bay e relembra a experiência no local enquanto o vírus se espalhava pela cidade. A atuação de Jo transmite brilhantemente a melancolia conforme o personagem revive o passado, e achamos muito comovente. Ótimo trabalho!

Eis aqui outra história voltada ao passado que usa de um jeito muito interessante uma característica do jogo como ferramenta narrativa. Foi publicada no mês passado, então achamos que ainda deveríamos incluí-la. Ela se chama "Echoes" e foi feita pelo pessoal da Orbital Thunder na Austrália.

Neste curta metragem, um agente da Division analisa um ECO da conclusão de um tiroteio em um estacionamento. Esse vídeo às vezes fica realmente difícil de assistir devido à edição impecável. Os tiros e o impacto das balas (incluídos na pós-produção) aumentam a ação; é de sentir mesmo cada tiro. A ideia toda é muito maneira!

AH_TF_divider

Não conseguimos decidir qual seria a favorita da equipe. Mais uma vez. Nenhuma novidade, né? O dilema dessa vez foi entre várias músicas, porque recebemos muitas delas nas últimas semanas. No fim das contas, já era certo que encerraríamos o artigo de janeiro com algumas canções.

A primeira, das nossas duas favoritas, vem de alguém que já deve ser conhecido por alguns de vocês: Wild Max. Já faz um bom tempo que ele vem oferecendo bastante conteúdo audiovisual, mas achamos que se superou com uma das suas mais recentes criações. Esta se chama "Bourbon: Faye’s Theme".

Max a descreve como "parte do meu projeto de dar vida ao que eu sinto quando jogo The Division". Esse tema sombrio, porém muito bonito, é predominantemente tocado no piano, mas existe tantas outras coisas juntas (como a bateria, o canto do coral e a participação especial da própria Faye) que a natureza sombria da música é tomada por uma energia nervosa. Essa visão de Nova York é com certeza algo triste, mas existe perigo por toda parte, logo não é possível remoer muito o passado. E achamos que essa mentalidade se reflete na canção muito bem.

E, finalmente, algo que aguardávamos ansiosamente. Sage mostrou um pouco, nós falamos um pouco. Agora chegou de verdade. Uma composição original de Sage, intitulada "Lawless" (Sem Lei).

Sage, sinceramente, mas que voz!

Há duas coisas que nos chamaram a atenção nessa canção. Primeiro que a Sage toma uma decisão interessante ao começar a música com um pouquinho de guitarra elétrica em cima do ritmo retumbante de um violão. E que não retorna mais depois da apresentação. Essa mudança sutil faz uma diferença enorme; a calmaria se torna muito mais palpável depois disso. Segundo que a harmonia vocal que surge assim que Sage relembra a experiência pela cidade de Nova York "sem lei". A última parte em particular é simplesmente incrível! Apesar das cenas deprimentes que são descritas, a canção reforça a importância de continuar mesmo encarando infortúnios. Gostamos dessa mensagem. E se já não ficou claro o suficiente: adoramos a música!

E é isso aí, Agentes em Destaque de Janeiro. A comunidade conseguiu se superar mais uma vez; justo quando imaginamos que já tínhamos visto de tudo, vocês continuam nos surpreendendo. E não poderíamos estar mais contentes. O que será no próximo mês? Basta compartilhar o seu trabalho conosco no Twitter com a hashtag #AgentHighlights.

ATENÇÃO: agentes, sigam @TheDivisionGame no Twitter para entrarmos em contato e entregarmos suas recompensas.

Agradecemos a todos!

Até a próxima,

Equipe da Comunidade de The Division